O PAI E SUA PRESENÇA NA CRIAÇÃO DOS FILHOS

Friedrich Nietzsche disse:

“Aquele que não tem pai deveria procurar um.”

A pessoa do pai, por si só, tem uma dignidade própria e indiscutível para seu filho.

Por isso, o quarto mandamento da Lei de Deus afirma a necessidade de honrar pai e mãe.

Honra-se somente aquilo que se reveste de uma importância inestimável.

A relação pai e filho ou filha, deve ser criada e fortalecida desde a concepção do bebê.

Não se nasce pai, torna-se pai.

Criar e cuidar de uma criança são tarefas árduas que exigem esforço, tempo, dedicação, paciência… 

A partir do primeiro ano de vida, o pai passa a aparecer mais.

Ele representa a responsabilidade. É o contato com a realidade.

O pai que ama os filhos não é somente aquele que manda, mas aquele de quem a criança tem orgulho e com quem quer se parecer.

Essa admiração é o elemento de masculinidade que o pai transmite.

Encontrar-se com o pai significará não somente separar-se da mãe, mas também encontrar uma fonte de identificação masculina, imprescindível tanto para a menina como para o menino.

Isso porque a condição bissexual da psique humana torna necessário o casal “pai e mãe”, para que se tenha um desenvolvimento completo da personalidade.

Segundo a Associação Americana de Psicologiaas memórias de uma relação calorosa com o pai durante a infância estão diretamente relacionadas com a capacidade para enfrentar o estresse.

Como foi constatado, o pai desempenha um papel fundamental na saúde mental dos seus filhos, e isso é visível na idade adulta. 

Aqueles que relataram ter mantido uma boa relação com o pai durante a infância tendem a ser menos impulsivos na forma como reagem aos eventos estressantes do dia a dia.

Os filhos que têm a oportunidade de contar com os pais emocional e fisicamente presentes no decorrer da vida – em especial nos momentos mais importantes de seu desenvolvimento – apresentam maior tolerância à frustração, maior confiança em si mesmos, autocontrole e autoestima elevada.

O desenvolvimento de uma relação positiva com o pai ajudará o filho a ser um adulto equânime e seguro. A sensação que lhe dá de poder contar com um pai que lhe oferece respaldo é simplesmente indescritível.

Pais, não subestime a sua influência sobre a vida de seus filhos.

Papai, viva de tal maneira que, quando seu filho pensar em lealdade, honestidade, integridade, justiça, respeito, trabalho, fidelidade, serviço e caridade, a sua imagem venha à mente dele.

Uma dica ZigZagZen a você filha ou filho: dê importância para a presença de seu pai na sua vida!

Não perca tempo!!!

É hora de você olhar para seu pai, para a essência dele e valorizar sua presença!

By | 2018-08-16T15:43:27+00:00 agosto 13th, 2018|Sem categoria|0 Comentários

Sobre o Autor:

Loading Facebook Comments ...

Deixar Um Comentário